Únicos e universais

Ganhamos a lua, falamos com o mundo inteiro e, ainda, berramos por Deus: somos tão primatas. Fanáticos por comunicação, mal aprendemos a dizer perdão, sinto muito!

Doidos por futebol, política, carnaval: endeusamos à toa. No fundo, ainda nos importa o cheiro no travesseiro, o café largo de sorriso, o abraço apertado, o silêncio que diz tudo, a ponto de nos desnudar.

As pessoas ao acaso, colorindo nossa vida; o bolo com maçã para o café da tarde; talvez, a simplicidade do olhar; o menear da cabeça que diz bem assim: estou com você e não abro! O amigo que diz coisas difíceis, embrulhadas de esperança e as deixa bem ali - nas bordas do coração.

Somos espontaneamente únicos e universais . A metamorfose que dá sentido à existência do outro - e atravessa a mudez dos tempos. O buraco negro que me escorrega dentro de você. Uma pequena estrela a brilhar.

Featured Posts
Recent Posts
Archive
Search By Tags