Uma coisa é uma coisa

Perdoem-me, mas eu nunca frequento muito tempo um salão de beleza. Aquele burburinho sobre o corte da franja do cachorro, do marido que veio de Londres ou do filho superdotado. Enfim, saber da vida alheia, sem fazer parte dela, nunca me agradou.

Tampouco aprecio as fotos do churrasco de domingo ou do profissional sem camisa, lá no perfil do Linkedin. Uma coisa é uma coisa. Outra coisa é ser absolutamente de mau gosto. Dispenso o sorriso Colgate, a ostentação da felicidade eterna num close.

Prefiro o sorriso à toa. A mansidão e inteligência de construir, com bom-humor e autenticidades, nossa ética digital de convivência.

Featured Posts
Recent Posts
Archive
Search By Tags